domingo, 7 de junho de 2009

SONETO N° 1 - De seu primeiro livro (A rua dos Cata-ventos)

Escrevo diante da janela aberta.
Minha caneta é cor das venezianas:
Verde!... E que leves, lindas filigranas
Desenha o sol na página deserta!

Não sei que paisagista doidivanas
Mistura os tons ...acerta ...desacerta...
Sempre em busca de nova descoberta,
Vai colorindo as horas quotidianas...

Jogos da luz dançando nas folhagens!
Do que eu ia escrever até me esqueço...
Pra que pensar? Também sou da paisagem...
Vago, solúveu no ar, fico sonhando...
E me transmuto... iriso-me... estremeço...
Nos leves dedos que me vão pintando!

2 comentários:

Uma aprendiz disse...

Parabébs, Manu.
Ótima escolha.

Lindooooooo!

beijos

menteinquietaprocuraresposta disse...

Manu amigo vim fazer um protesto!!!!
Desculpa a ousadia, mas não acabe com o Dom das Palavras!!!!!!
Esse blog é um verdadeiro tesouro e seria uma verdadeira tristeza não encontra-lo mais na rede.
Espero que você não me ache pretenciosa em me meter numa decisão sua...
Considere como um pedido de FÃ!!!!
De qualquer forma a decisão é sua e seja qual for (mais vou continuar na torcida para que permaneça) entenderei.
Abraço e muita luz,
Questionadora