quarta-feira, 19 de maio de 2010

FRESTA


Imagem: Internet

Em meus momentos escuros
Em que em mim não há ninguém,
E tudo é névoas e muros
Quanto a vida dá ou tem,

Se, um instante, erguendo a fronte
De onde em mim sou aterrado,
Vejo o longíquo horizonte
Cheio de sol posto ou nado

Revivo, existo, conheço,
E, ainda que seja ilusão
O exterior em que me esqueço,
Nada mais quero nem peço.
Entrego-lhe o coração.

Fernando Pessoa

Fernando António Nogueira Pessoa, nasceu em Lisboa em 13 de junho de 1888 era tímido e cheio de imaginação.   Era um rapaz solitário, de pouca vida social e amorosa, mas um estudioso dedicado e brilhante. Morreu aos 47 anos, vítima de cirrose hepática. Escritor e poeta, foi um dos maiores poetas da Literatura Universal, comparado muitas vezes com Luís de Camões.

2 comentários:

Rebecca (Flor) disse...

Não sei se vc gosta dessas coisas, mas como estou sempre aqui lendo teu blog, deixei 2 selinho pra vc lá no meu blog Mais uma vez Sentimento.

Bjuss

Magali Pastore disse...

Amo os textos de Fernando Pessoa. não sabia que ele nasceu no dia que nasci..rsrsrs
Magali

www.magalipastore.blogspot.com