quarta-feira, 7 de outubro de 2009

O CAMINHO SECRETO DAS GAIVOTAS

Hoje a ilha acordou abraçada ao vento
A chuva derramou um rio de contas de água
Hoje uma roseira esqueceu-se de florir
Hoje uma alma suspirou uma profunda mágoa
Quantos caminhos tem um coração
De quantas Luas se faz uma espera
De quantos sortilégios se faz a assombração
De quantas cores se pinta a quimera?
O mar acordou zangado
Açoitou as pedras em frenesim de sal
A espuma ornamentou a ilha em diadema
Afugentou para as profundezas a investida do mal
Hoje os pássaros guardaram o canto
As folhas cobriram a terra
Os deuses enviaram o vento tempestuoso
Declarar ao verde uma furiosa guerra
Estas vagas galgaram o colo da costa
Um ninho resiste ao agreste do tempo
Uma giesta dobra-se ao fustigo
Uma hortênsia eclode no negro basalto
O amor procura o aconchego
Duas almas suspiram em entrega total
Explode a paixão, enlouquece o querer
O amar às vezes é pecado mortal......
Às vezes uma intensa alucinação
Em que viajas pelo meu eu
Às vezes o mundo fica em espera
Da união do mar com o céu
Onde param os teus anseios
Onde encontras a sublime calma
Nestes dias de dura tormenta
Onde aqueces a tua alma?
E eu que não desisto de amar o mar
E eu que vivo prisioneiro do horizonte
E eu que vagueio na crista do sonho
E eu que arrocho esta alma inconstante
Uma alma que corre o mundo de lés a lés
Tal como este vento que varre as encostas
Viajo na distância de um beijo perdido
No...Caminho Secreto das Gaivotas...
O PROFETA

4 comentários:

Estrela disse...

Lindo esse texto.
Gaivotas, livres p/ voar pelo deconhecido.
Bom feriadão e Feliz Dia das Crianças.
Bjs no coração (*_*)

Me abraça? disse...

Oi Manu!!Adorei o texto!
Tem um selinho p vc lá no meu blog,se quiser,pode postá-lo,ou guardar c carinho =)

Bjão!

tereza ferraz disse...

Belo texto Manu!
uma linda semana para ti.
bjs no coração

Anônimo disse...

oi