terça-feira, 8 de dezembro de 2009

FLORBELA EM: TROCANDO OLHARES...

Não faz muito tempo que tive conhecimento da obra de Florbela, mas desde o primeiro momento, apaixonei-me por ela. Hoje, Florbela faz parte do meu dia. Seus versos, frases e poemas habitam minha mente diariamente...
Não é por acaso que este blog começou com sua história e poemas recitados por Miguel Falabella, aliás, os meus preferidos (esta lá no ínicio, quem não viu, dê uma espiadinha...), Florbela me despertou para a poesia, sua intensidade e paixão transformadas em palavras me faz viajar em seus versos, por isso é ela, a principal inspiração deste blog.
Neste mês, quero dividir com vocês alguns dos poemas de Florbela Espanca de seu manuscrito intitulado "Trocando Olhares". Espero que apreciem estes versos maravilhosos, escritos por esta mulher que viveu muito à frente de seu tempo.
Abraço a todos!
DEDICATÓRIA DO MANUSCRITO TROCANDO OLHARES
"É só teu o meu livro; guarda-o bem;
Nele floresce o nosso casto amor
Nascido nesse dia em que o destino
Uniu o teu olhar à minha dor!"

2 comentários:

Manoel Soares Magalhães disse...

Salve! Florbela, já no próprio nome, diz quem é - pois não morreu, vive na poesia que legou ao mundo. Flor Bela. De raro perfume que se traduziu em versos, devaneios, impressões. Uma literatura feita de espantos, urdida com a delicadeza de uma flor bela. Parabéns pelo blog. Abraços

Tear de Sentidos disse...

É dezzzz ao quadrado Florbela, não?
Bj, Tê!