sexta-feira, 29 de junho de 2012



"Na hora em que a terra dorme

enrolada em frios véus,

eu ouço uma reza enorme

 enchendo o abismo dos céus"
Castro Alves
 
(Sarau Poético de 29/06/2012)

Um comentário:

Orvalho do Céu disse...

Olá,
Lindíssimo!!!
Seja feliz e abençoada!!!
Abraços fraternos de paz